Uma dupla “tocou o terror” na manhã deste domingo (23), na BR-316, no bairro da Guanabara, em Belém. Na tentativa de assaltar uma franquia às margens da rodovia, os suspeitos prenderam clientes e funcionários dentro do depósito do estabelecimento. Na hora da fuga, um deles ainda manteve uma mulher, uma idosa e uma criança de colo sob a mira de uma pistola 765 por cerca de uma hora, em uma parada de ônibus na frente de onde a ação criminosa ocorreu.

Segundo o sargento Otávio, guarnições do 6º Batalhão da Polícia Militar foram acionadas via Centro Integrado de Operações (CIOp) por volta das 10h40. Foi no momento em que os dois assaltantes se preparavam para fugir que se depararam com as viaturas em frente ao local. 

Conhecido como “Gordo”, Thiago Matheus de Castro Farias, de 20 anos, teve a ideia de fazer três pessoas que estavam em uma parada de ônibus como reféns. Entretanto, o suspeito foi convencido a liberar uma mulher e uma menina de 2 anos, mas manteve a terceira mulher por mais de 40 minutos.

“Na hora de sair, um deles abordou três pessoas. Conseguimos convencer que ele soltasse a criança e a mulher. Ele não ia conseguir conter três pessoas e estava muito nervoso. Nos preocupamos de acontecer algo pior”, detalha o sargento.

Ainda nervosa, Maria Ayres Leal, de 70 anos, conta que havia entrado na loja um pouco antes para comprar uma água para a criança. A menina que estava com as duas mulheres ainda teria avisado que viu uma pessoa “abaixada” perto delas, mas ninguém percebeu a aproximação de Thiago. Ele aproveitou o momento de distração para abordá-las e mantê-las como escudo humano até o final das negociações.

Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Nada foi levado pelos assaltantes.

Thiago tem passagem pela polícia e é monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Ele foi apresentado, junto com a pistola 765 usada pela dupla, na Seccional de Cidade Nova para os procedimentos cabíveis e ficará à disposição da Justiça.

Por O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *