Reprodução/ Roma News

Desembarcam em Belém na manhã desta segunda-feira, 13, os suspeitos da morte da menina Amanda Ribeiro, no município de Anajás, região da Ilha do Marajó.

O delegado da Polícia Cívil, Walter Rezende, em entrevista, deu detalhes de como a criança foi brutalmente assassinada “ Trata-se de um crime repugnante, a menina, antes de ser morta, ficou presa em cativeiro e sofreu abusos psicológicos, físicos, e ainda aguardamos o laudo de que ela pode ter sofrido abuso sexual”. Assista:

Segundo informações preliminares, o pai de Amanda tem uma dívida com o tráfico de drogas, o que pode ter resultado na sua morte. A Polícia, não confirmou o fato, mas também não descarta a possibilidade.

 A Polícia Civil vai interrogar os suspeitos para tentar identificar se houve participação de outras pessoas no crime.Amanda Ribeiro desapareceu na última terça-feira, 7, e foi encontrada amarrada debaixo de um trapiche no sábado, 11.

Por: Roma News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.