Preso na tarde de segunda-feira, 10, na zona rural do município de Igarapé-Açu, o vereador José Janildo Sousa do Nascimento, se negou a fazer a perícia sanguínea e bafômetro, exames usados para medir o teor de álcool no sangue. “Mirandinha”, como é conhecido na região, foi autuado pelos crimes de homicídio e lesão corporal. Ele permanece preso e será encaminhado para uma unidade do Sistema Penal do Estado.

O vereador teve a prisão preventiva decretada pela Justiça horas após atropelar e matar uma criança de 6 anos. De acordo com o depoimento de testemunhas, no momento do acidente o condutor estava embriagado, fugiu do local e não prestou socorro às vítimas. 

O acidente ocorreu no domingo, 9, por volta de 16h, na Rodovia PA-424, na localidade de Vila Curi,  zona rural do município de Igarapé-Açu, região nordeste do Pará. Pai e filha foram atropelados e a criança, de seis, morreu no local. Socorristas do Samu identificaram que a vitima fatal sofreu traumatismo craniano. 

O acidente provocou grande comoção na região por envolver pai e filha, no domingo, 9, Dia dos Pais. As vítimas seguiam a altura do km13, na estrada que dá acesso a sede do município, quando foram atingidos pelo carro conduzido pelo vereador Mirandinha. Testemunhas afirmaram aos policiais que atenderam a ocorrência, que o motorista estava embriagado e fugiu do local após o acidente. 

A criança de seis anos, Hosana Costa Gomes, morreu no local do acidente. O pai, Evandro Silva Gomes, 31 anos, teve uma fratura em um dos braços e foi socorrido por uma ambulância do Samu.

Por: Roma News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.