Tripulação da balsa que colidiu com ponte no rio Moju é ouvido pela Polícia Civil
(Foto: Denilson D’Almeida)

Oito pessoas já foram ouvidas pela Polícia Civil após instauração de inquérito pela Dioe (Divisão de Investigações e Operações Especiais) para apurar a colisão da balsa com a ponte sobre o rio Moju, na Alça Viária.

O impacto contra a ponte aconteceu pouco depois de 1h da manhã de sábado (6). Testemunhas afirmaram que viram dois carros caindo no rio após o acidente, mas até o fim da tarde de sábado, mergulhadores do Corpo de Bombeiros não tinham localizado nenhuma vítima.

Dos oito depoimentos tomados pela polícia, quatro são de tripulantes da balsa, entre auxiliares e o piloto da embarcação. A polícia não divulgou o conteúdo dos depoimentos, que foram prestados em Belém.

O inquérito da Polícia Civil tem prazo inicial de até 30 dias para encerramento, podendo ser prorrogado por igual período igual em caso de necessidade de continuidade das investigações.

Você pode gostar de ver

Caminhoneiros interditam trecho da BR-316 em Belém, nesta segunda-feira

Caminhoneiros interditam a BR-316 na manhã desta segunda-feira (10), em Marituba, Região Metropolitana de Belém.

Enxurrada mata duas crianças e Paragominas declara calamidade pública

Em apenas uma hora, choveu 110mm causando alagamentos por vários bairros. Órgãos municipais e estaduais fazem mapeamento dos bairros atingidos.

Homens são presos em Moju acusados de tráfico de drogas

A Polícia Militar da cidade de Moju, nordeste paraense, prendeu neste sábado…

Avião monomotor cai em fazenda de Paragominas

Acidente aconteceu por volta das 19h30 deste domingo, 4. Empresário da região…