Tripulação da balsa que colidiu com ponte no rio Moju é ouvido pela Polícia Civil
(Foto: Denilson D’Almeida)

Oito pessoas já foram ouvidas pela Polícia Civil após instauração de inquérito pela Dioe (Divisão de Investigações e Operações Especiais) para apurar a colisão da balsa com a ponte sobre o rio Moju, na Alça Viária.

O impacto contra a ponte aconteceu pouco depois de 1h da manhã de sábado (6). Testemunhas afirmaram que viram dois carros caindo no rio após o acidente, mas até o fim da tarde de sábado, mergulhadores do Corpo de Bombeiros não tinham localizado nenhuma vítima.

Dos oito depoimentos tomados pela polícia, quatro são de tripulantes da balsa, entre auxiliares e o piloto da embarcação. A polícia não divulgou o conteúdo dos depoimentos, que foram prestados em Belém.

O inquérito da Polícia Civil tem prazo inicial de até 30 dias para encerramento, podendo ser prorrogado por igual período igual em caso de necessidade de continuidade das investigações.

Você pode gostar de ver

Suspeito de participar de execução de cabo Fátima morre em troca de tiros

Um dos suspeitos de participar do assassinato da cabo Maria de Fátima Cardoso dos…

Ex-vice-prefeito “Adãozinho” de Nova Ipixuna – PA é encontrado morto em sua residência

Ex-vice-prefeito “Adãozinho” de Nova Ipixuna, sudoeste paraense, foi encontrado morto em sua…

Aprovados em concurso público de Jacundá realizam protesto

Realizado em 13 novembro do ano passado, o concurso público da Prefeitura…

Moradores invadem casas populares em Cametá

O local continuava ocupado pelos populares na manhã desta segunda-feira, 11.