Tripulação da balsa que colidiu com ponte no rio Moju é ouvido pela Polícia Civil
(Foto: Denilson D’Almeida)

Oito pessoas já foram ouvidas pela Polícia Civil após instauração de inquérito pela Dioe (Divisão de Investigações e Operações Especiais) para apurar a colisão da balsa com a ponte sobre o rio Moju, na Alça Viária.

O impacto contra a ponte aconteceu pouco depois de 1h da manhã de sábado (6). Testemunhas afirmaram que viram dois carros caindo no rio após o acidente, mas até o fim da tarde de sábado, mergulhadores do Corpo de Bombeiros não tinham localizado nenhuma vítima.

Dos oito depoimentos tomados pela polícia, quatro são de tripulantes da balsa, entre auxiliares e o piloto da embarcação. A polícia não divulgou o conteúdo dos depoimentos, que foram prestados em Belém.

O inquérito da Polícia Civil tem prazo inicial de até 30 dias para encerramento, podendo ser prorrogado por igual período igual em caso de necessidade de continuidade das investigações.

Você pode gostar de ver

Policial precisa com urgência de sangue e familiares pedem ajuda

Segundo amigos de Tássila, a jovem policial precisa fazer uso de pelo menos 6 bolsas de sangue por dia.

Acusados de matar senhor por causa de som alto é preso em Quatro bocas, PA

Por volta das 23h00 do último domingo (29), um senhor identificado como…

Homem mata a tiros cadela na cidade de Salinópolis

Na manhã de hoje (17), uma cadela foi morta a tiros e…

Homem é preso pela PF em operação de combate à circulação de dinheiro falso em Marabá

Durante a operação, uma pessoa foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.