Segundo informações de uma testemunha que não quer se identificar, o caso aconteceu no rio Igarapé-miri, próximo a escola São Roque, o nacional conhecido como João Guimarães (Joãozinho) que é dono de um estabelecimento comercial na comunidade, é o principal suspeito de ter abusado e engravidado sua sobrinha de apenas 12 anos de idade.

A menina grávida de gêmeos, teve que fazer um procedimento abortivo na Santa casa de Misericórdia em Belém do Pará, pois não teria condições de saúde para gerar os bebês, ela ainda está na capital do estado com sua avó, onde continua recebendo os devidos cuidados da pós cirurgias.

A gravidez de gêmeos foi provoca pelos abusos sexuais do tio, que já aconteciam há muito tempo, na casa do mesmo.
Ao ser descoberta a gravidez da menina, João Guimarães fugiu imediatamente, e até o momento não foi capturado pela polícia.

Por Jornal Miriense On-line

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *