Moradores de Xinguara, no sudeste do Pará, iniciaram a semana assustados com o crime do taxista Juscelino Jesus Gomes, 63 anos, que foi executado com sete tiros após sair para realizar uma “corrida”, na noite do último domingo (8).

VEJA TAMBÉM
+Em 22 dias, covid causa morte de marido e mulher em Tailândia
+Ciclistas de Tailândia pedalarão 800 quilômetros até cidade do Maranhão

O taxista foi morto na BR-155, depois de ser surpreendido pelos atiradores já em um perímetro da rodovia sem grande movimentação. Uma das hipóteses seria latrocínio, roubo seguido de morte, mas nenhum pertence da vítima foi levado.

A Polícia Civil iniciou as investigações e recolheu o aparelho celular da Juscelino de Jesus para perícia. Os policiais investigam ainda se dentro do veículo existia alguém que fosse o verdadeiro alvo dos atiradores.

“Estamos fazendo levantamentos, mas ainda não temos informações precisas sobre os possíveis motivos que levaram ao assassinato da vítima e os suspeitos”, informou o delegado José Orimaldo, titular da Delegacia de Polícia Civil de Xinguara.

Com informações Correio de Carajás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *