Amanda Paula Araújo da Silva, de 18 anos, foi socorrida em estado grave (Reprodução)

A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quarta-feira (17), Franciclei Júlio Nascimento, vulgo “Neném”, de 29 anos, no município de Marabá, sudeste paraense. Ele passou dois dias foragido da justiça, que expediu mandado de prisão preventiva, depois de atirar na própria esposa, Amanda Paula Araújo da Silva, 18, dentro da residência onde o casal morava. O suspeito foi encontrado na casa de familiares, no Núcleo São Félix.

Segundo informações da polícia, a tentativa de feminicídio ocorreu na tarde da última segunda-feira (15), na via de acesso à Praia do Geladinho, também no Núcleo São Félix. Franciclei atirou contra a jovem, que é 11 anos mais nova, ao manipular um revólver. Em seguida, ele teria ligado para a família da vítima para comunicar o que aconteceu, mas dizendo se tratar de um acidente.

Ele também acionou o socorro médico, mas resolveu abandonar o local antes da chegada da ambulância. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou Amanda em delicado estado de saúde para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), mas familiares se queixavam de que era necessário transferência para o Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP), o que acabou não acontecendo pela evolução clínica da paciente. Ela sofreu um trauma balístico abdominal, conforme a direção clínica da unidade de saúde.

Após ser detido pela Polícia Civil, Franciclei foi encaminhado para a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), que é a responsável por casos de violência de gênero no município. Além de tentativa de feminicídio, o suspeito deverá responder também pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Ele deve ser recebido na Central de Triagem Masculina de Marabá (CTMM) até o fim da manhã desta quinta (18).

Por: Portal Debate Carajás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *