A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) emitiu um alerta nesta sexta-feira (30), informando sobre um possível caso da variante do covid-19 (Delta) no Pará.

Em nota a Sespa informou que uma amostra já foi analisada pelo Laboratório Central do Estado do Pará (Lacen/Pa) “e será encaminhada ao laboratório de referência para sequenciamento genético”, o que deve determinar se trata-se da nova cepa – uma das mais agressivas da covid-19 – ou não.

O documento viralizou nas redes sociais e tem causa grande preocupação na população devido o seu alto risco de contágio e letalidade.

Segundo a publicação, o paciente apresentou dor de garganta e tosse após desembarcar em Belém, na última quinta-feira (22). Ele está internado na UTI em observação.

A nova variante possui características de contágio e sintomas um pouco diferentes do covid-19. Os possíveis sintomas da nova variante são Calafrios, perda de apetite, dor de cabeça e dores musculares foram os problemas mais associados à infecção, ao lado dos sintomas clássicos. Os sinais mais importantes da Covid-19 são: Tosse contínua; Temperatura alta; Perda ou alteração do olfato ou paladar. Existem vários outros sintomas associados à covid-19.

Para confirmar a presença do vírus no corpo é necessário realizar o teste de Sequenciamento Genético. É necessário que a população tome algumas precauções para evitar qualquer tipo de contaminação.

Precauções  

  • Evitar locais fechados;
  • Distanciamento de 1,5 m;
  • Mesmo em locais abertos, use a máscara;
  • Lave as mãos com frequência;
  • Seja um multiplicador dessas informações. Alerte seus amigos e familiares.
  • Segundo especialistas, a Delta é até 70% mais transmissível do que o coronavírus original;
  • Vacine-se. Busque informações sobre a vacina na Escola Guaraci Mendes ou na Secretaria de Saúde do município.

Se o cidadão sentir algum dos sintomas da nova variante é recomendado procurar orientação médica no Centro de Atendimento e Reabilitação (CAR-Tailândia), no Bairro Novo, imediatamente.

Já estão sendo realizados estudos sobre a eficácia da Coronavac contra a variante delta iniciado no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *