Em operação de fiscalização de rotina, fiscais de receitas estaduais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) apreenderam, na unidade de Gurupi, no município de Cachoeira do Piriá, nordeste do Pará, 400 quilos de lagosta congelada e 600 quilos de camarão. As informações são deste domingo (13).

A carga de lagosta foi flagrada entrando no estado, com destino a Belém, sem nota fiscal, na sexta-feira (11). A mercadoria vinha de Fortaleza (CE), numa caminhonete, a fim de evitar a fiscalização tributária.

A carga foi avaliada em R$ 16 mil. A fiscalização lavrou o Termo de Apreensão e Depósito (TAD), no valor de R$ 4,896 mil. O transportador pagou o valor referente à alíquota do ICMS, mais multa, e como havia a documento de liberação ambiental, a carga foi liberada para continuar a viagem.

Na unidade de Gurupi também foi apreendida, na última quarta-feira (9), uma carga de 600 quilos de camarão de cativeiro, congelado, transportados numa picape, sem nota fiscal hábil e sem guia animal.

O veículo foi abordado e vistoriado pela fiscalização. Segundo o motorista, a mercadoria também vinha de Fortaleza com destino a Belém. A mercadoria foi avaliada em R$ 10,8 mil, e foi lavrado um Termo de apreensão e depósito (TAD) no valor de R$ 2,332 mil, referente ao ICMS e à multa tributária.

De acordo com a fiscal de receitas estaduais Ana Lea Canizo, coordenadora da unidade fazendária na divisa com o Maranhão, como a carga não tinha documento de origem foi encaminhada para a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará). “Após o procedimento fiscal, com a devida autuação, a mercadoria foi entregue para a ação de fiscalização sanitária”.

O transportador pagou os valores das autuações feitas pela Sefa e Adepará, e retornou ao local de origem por não ter a guia de inspeção sanitária.

Por G1/PA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *