Antes de executar o dono da casa, os criminosos roubaram uma quantia em dinheiro dele / Foto: Arquivo Pessoal

Celio Osmar Piedade Braga foi executado em sua própria residência no Bairro Nova Esperança, em Parauapebas, na noite de sexta-feira (8), por disparos de arma de fogo, após um assalto cometido por um grupo de cinco jovens que estavam encapuzados com um tecido preto.

Segundo testemunhas, Celio possuía uma grande quantia em dinheiro que estava reservando para comprar uma motocicleta. Porém, a grana e a sua vida foram levadas.

Para a Polícia Civil, a esposa da vítima informou que permaneceu o tempo todo escondida, enquanto o grupo de criminosos adentrava a residência – feita de madeira e sem pintura – e exigiam que Celio entregasse o dinheiro. Após isso, o colocaram de joelhos e atiraram em sua cabeça.

Segundo uma testemunha ouvida pelo Portal Correio, foram efetuados quatro disparos na parte de trás da cabeça de Celio. Ele chegou a ser socorrido com vida e levado para um hospital, onde ficou internado, mas, no sábado (9), às 21 horas, não resistiu e faleceu.

Celio possuía uma outra motocicleta, que vendeu no Maranhão e procurava uma nova para comprar em Parauapebas. “Ele queria comprar a moto para trabalhar. Acho que alguém soube que ele tinha a quantia em dinheiro em casa e quis roubar”, acredita a testemunha.

O corpo de Celio foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e já foi liberado para a família proceder com os rituais funerais. O Departamento de Homicídios da Polícia Civil deve investigar o caso.

Por: Portal Correio de Carajás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *