Na noite do último domingo, 11, a Mãe de Yasmin Cavaleiro de Macedo, desabafou nas suas redes sociais. Eliene, em um longo texto, falou sobre a falta de respostas das autoridades sobre o caso de sua filha que hoje completa 9 meses, do dia que caiu de uma lancha no Rio Maguari, em Belém.

Abaixo o texto na íntegra:

Vale lembrar que, em junho deste ano, foi realizada a segunda etapa da reprodução simulada dos fatos do dia da morte da jovem. A princípio, o laudo ficaria pronto até o dia 21 de junho. Mas, no dia 5 de julho, ao Portal, o delegado Cláudio Galeno, que investiga o caso, informou que o documento final sobre a morte da jovem já está concluído e “já está com a Divisão de Homicídio”.

A Polícia Civil em nota, informou que o caso segue sob sigilo. O resultado da simulação está sendo analisado e o inquérito está em fase de finalização e, quando concluído, será remetido ao Poder Judiciário.

Essa foi a última informação que o Portal recebeu , quando completou 8 meses da morte de Yasmin, agora, novamente o Portal entrou em contato com a Polícia Civil para novas atualizações sobre o caso e aguarda por respostas.

Relembre o caso

A estudante desapareceu na noite do dia 12 de dezembro, durante um passeio de lancha pelas águas do rio Maguari, em Belém. Cerca de 15 pessoas estavam a bordo da embarcação. Yasmin teria sumido por volta de 22h30, várias hipóteses surgiram sobre o caso, que segue sem conclusão.

O corpo foi encontrado no dia 13 de dezembro, por volta de 12h40, em Icoaraci, na região de marinas particulares, no fundo do rio. A mãe da vítima, Eliene Cristina Fontes, relatou que há três supostas versões do desaparecimento. Uma hipótese supõe que Yasmin teria caído da embarcação. Outra hipótese menciona que ela teria usado a escada da lancha para urinar e acabou caindo no rio. Uma terceira versão relata que ela teria mergulhado e desaparecido. Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu disparos de arma de fogo foram realizados na embarcação.

Portal Roma News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.