Professores querem negociar com o governo do estado. (Foto: Divulgação/Sintepp)
Professores querem negociar com o governo do estado. (Foto: Divulgação/Sintepp)
Professores querem negociar com o governo do estado. (Foto: Divulgação/Sintepp)

Os professores da rede estadual de ensino decidiram manter a greve que já dura mais de 50 dias durante assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (15), na Escola Estadual Cordeiro de Farias, em Belém. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) pede a reabertura de diálogo com o Governo do Estado. Uma nova assembleia geral está marcada para a próxima quarta-feira (20), às 21h.

Os professores chegaram a ocupar o Centro Integrado de Governo (CIG), no bairro de Nazaré, para tentar negociar, mas desocuparam o local na noite de quinta-feira (14).

Proposta
Nesta quinta o Governo informou que garantiu o reajuste de 13,01% no vencimento-base da categoria, obedecendo à variação no valor do novo Piso Salarial da Educação, a partir da folha de pagamento do mês de abril.Segundo o Governo do estado, um professor em início de carreira, lotado com 220 horas em regência e 70 horas suplementares, vai receber R$ 5.520 por mês.

O pagamento de piso retroativo, que tem um valor de R$ 100 milhões, o governo afirma que será feito em quatro parcelas, duas em agosto e novembro de 2015, e duas em março e agosto de 2016.

Com relação à carga horária, o Governo do Estado implementará a carga horária de 150 horas em sala de aula e 50 de atividades, até o limite de 220h, com horas suplementares. Sobre a realização de concurso público, o governo afirma que vai realizar concurso em 2015, caso seja necessário.

Quanto ao PCCR, o governo diz que irá compor uma comissão para analisar as propostas; e a reforma das escolas está inclusa em um programa de reconstrução que será disponibilizado no site da Seduc, juntamente com o o cronograma das obras em execução e o processo licitatório de cada uma delas.

 

Via G1 PA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *