A morte do professor Nielson Fernando da Paixão Ribeiro, encontrado sem vida junto de sua esposa Chen Mei Yin na tarde desta quinta-feira (27), após quatro dias desaparecido, deixou a comunidade acadêmica em luto e representa a perda de um dos grandes pesquisadores em engenharia e química para o desenvolvimento sustentado na região. 

Professor-adjunto da Faculdade de Engenharia Química da Universidade Federal do Pará (UFPA), o professor e pós-doutor Nielson era desde 2015 coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química do Centro Tecnológico – Departamento de Engenharia Química da UFPA.

Entre as disciplinas que ministrava estavam pelo menos duas ligadas ao campo de pesquisa em nanomateriais e nanotecnologia (ligados ao campo de conhecimento e manipulação de materiais em escala muito pequena) e em Engenharia Química. 

Com grande experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Cinética Química e Catálise, as principais linhas de atuação em pesquisa do professor Nielson Ribeiro focavam estudos em nanocatálises (reações em pequena escala), caracterização de materiais, tecnologias do hidrogênio e a chamada química verde – nova área destacada da Química focada em esforços para que elementos químicos não causem degradação da natureza.

Nielson Ribeiro começou sua carreira ao se formar em Engenharia Química pela UFPA em 2001. Depois, obteve o mestrado em Engenharia Química pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE) da Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ), um dos mais renomados centros de pesquisa brasileiros, em 2004. Em 2008 obteve o doutorado em Engenharia Química pelo mesmo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia. 

Além disso, Nielson tinha dois pós-doutorados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sendo um deles em Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química (Reatores Químicos). 

Por O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *