Foto: Ney Marcondes/DIÁRIO DO PARÁ

Após encerrar o ano de 2019 em alta, o preço do litro do açaí iniciou o ano de 2020 mais caro, é o que informa o Dieese/PA após pesquisas envolvendo feiras livres, supermercados e outros pontos de vendas espalhados pela cidade.

Segundo o órgão, a trajetória no preço do litro do produto na Grande Belém nos últimos 12 meses não foi uniforme. O tipo médio, por exemplo, em janeiro de 2019 custava em média R$ 16,04 e chegou a dezembro sendo comercializado em média a R$ 14,92 por litro. Já em janeiro de 2020 foi comercializado em média a R$ 17,01. Com isso o litro de açaí do tipo médio apresentou alta no primeiro mês deste ano de 13,98% em relação a dezembro de 2019.

No balanço dos últimos 12 meses (janeiro/19-janeiro/20) o produto também apresentou alta, com reajuste acumulado de 6,02% contra uma inflação calculada para o mesmo período de 4,30%.

Ainda segundo as pesquisas, os preços são diferenciados em função dos vários locais de vendas. Na última semana de janeiro, o litro do açaí do médio foi encontrado com os seguintes preços: nas feiras livres o menor preço foi de R$ 10 e o maior R$ 20 e nos supermercados o menor preço foi de R$ 18 e o maior R$ 19,90.

GROSSO

Ainda de acordo com o Dieese/PA, o açaí do tipo grosso também está mais caro. Em janeiro de 2019 o litro do mesmo custava em média, na Grande Belém, R$ 23,67; encerrando o ano de 2019 custando em média R$ 23,86. Em janeiro deste ano foi comercializado em média a R$ 25,32 por litro. Com isso o açaí do tipo grosso apresentou alta no mês passado de 6,13% em relação a dezembro de 2019.

Nos últimos 12 meses (janeiro/19-janeiro/20) o produto apresentou um reajuste de preço acumulado de 6,98%. As pesquisas do Dieese/PA mostram ainda que o preço do litro do produto foi encontrado na última semana de janeiro de 2020 custando em torno de R$ 25 nas feiras livres da cidade e até R$ 24 nos supermercados.

Fonte: DOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.