O cabo da Polícia Militar Luiz Augusto de Almeida da Silva, prestou depoimento na tarde desta segunda-feira, 28. Ele é acusado de matar a tiros um cachorro na manhã de Natal, 25, no bairro da Pedreira. À delegada Rosa Malena Abreu, na Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa), militar justificou o crime, dizendo que o pai foi atacado pelo animal.  

Representantes de abrigos de abrigos de animais e protetores, acompanharam o depoimento do lado de fora da delegacia. O acusado foi xingado “assassino”. Ele se apresentou de óculos escuros e boné, cobrindo totalmente o rosto. O pai dele também prestou depoimento. 

O crime chocou os moradores, que se assustaram com o barulho de tiro, por volta das 6h. Segundo testemunhas, o homem chegou em um carro preto e perguntou ao porteiro de um prédio se o cão tinha dono. Diante da negativa, ele sacou uma pistola e deferiu vários disparos contra o animal.

Várias pessoas e ativistas da causa animal realizaram no sábado, 26, um protesto pedindo justiça sobre o caso da execução de um cão. Após ser identificado, o policial foi afastado da corporação.

Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *