Apreensão de madeira em Anapu, em caminhão sem placas e com toras sem nota fiscal — Foto: PRF/Divulgação

Quase 80 m³ de madeira foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por transporte irregular. Os flagrantes ocorreram em Anapu, na quarta-feira (20),e em Marabá, na segunda (18).

Nos dois casos, os caminhoneiros não apresentaram notais fiscais que comprovassem a legalidade das toras carregadas.

O flagrante em Anapu ocorreu na rodovia Transamazônica. O caminhão foi abordado porque não possuía placas. Além disso, a carga não tinha nota fiscal ou guia fiscal. O homem informou à PRF que pagou cerca de R$ 80 por cada tora e as venderia por R$ 180.

Carga com madeira transportada sem nota foi apreendida em Marabá — Foto: PRF/Reprodução

Já em Marabá, a PRF flagrou uma carga com 61,8 m³ de madeira no Km 323 da BR -155. O caminhoneiro disse que não tinha nota fiscal.

Os dois casos foram encaminhados aos órgãos ambientais, após os caminhoneiros assinarem termos circunstanciados. As duas ocorrências foram registradas como crime por transportar, adquirir ou receber madeira sem licenças.

Em sete dias, foram seis apreensões no Pará por transporte irregular de madeira. Também em Anapu, por exemplo, foi apreendido 100 m³ de toras há uma semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *