Polícia prende mãe acusada de torturar a própria filha em Xinguara

Uma mulher identificada como Mariana Coelho Medrado Ribeiro, de 20 anos, foi presa em cumprimento de mandado de prisão preventiva, nesta sexta-feira (15), acusada de torturar a própria filha. O caso aconteceu no município de Xinguara, no sudeste paraense. 

De acordo com informações da Polícia Civil, ela foi flagrada por vizinhos que filmaram por mais de uma vez os maus tratos cometidos por ela contra a própria filha, uma criança de seis anos. A última agressão foi registrada, no último dia 9, o que ensejou a condução da acusada para a Seccional de Polícia Civil em Xinguara e o indiciamento dela por crime de tortura. A criança está sob os cuidados do Conselho Tutelar.

Na época, as imagens foram divulgadas nas redes sociais e geraram repercussão nacional, por meio da divulgação em veículos de comunicação. Ela foi presa por policiais civis da Seccional de Xinguara em sua casa, na Rua Marechal Cordeiro de Farias, Centro do município. Com base nos vídeos e nas provas coletadas pela equipe policial, Mariana Medrado teve o mandado de prisão expedido pela Comarca de Xinguara.

“Mariana agrediu a filha em diversas ocasiões. Ele foi flagrada por vizinhos que registraram as agressões em vídeo. Este fato chegou ao conhecimento da autoridade policial por meio das redes sociais e causou grande repercussão e clamor social”, ressalta o delegado Max Muller, responsável pelo inquérito policia do caso. A prisão foi cumprida pela equipe formada pelos policiais civis – investigadores Dênis Lisboa, Roger Lehmkuhl, Alan Amorin e Amilcar Viana, e escrivães Paulo Cardoso e Hugo Deleon.

(DOL)

Você pode gostar de ver

Cabeleireiro tem olhos, genitália e vísceras arrancadas por adolescentes em Ananindeua

Por volta de 4h desta terça-feira (18), a travesti Akio Willy Costa…

Deputado federal pastor Josué Bengtson, envolvido na ‘máfia das ambulâncias’, é condenado a perda de mandado

A Justiça Federal determinou perda do mandato e dos direitos políticos por 8 anos pelo enriquecimento ilícito na ‘máfia das ambulâncias’. MPF aponta que dinheiro era desviado para conta do deputado e da igreja que ele faz parte. Cabe recurso.

Após falha em linha de transmissão sete municípios do Pará ficam sem energia por oito horas

Celpa apura junto à Eletronorte as causas do imprevisto técnico na linha de transmissão Tucuruí-Parada do Bento, que motivo a falta de energia.

Bando mantém reféns em agência bancária de Ourilândia do Norte

Segue, na manhã desta quarta-feira, 11, em Ourilândia do Norte, o cerco…