A Polícia prendeu nesta terça-feira, 1º, Marcos Bruno Silva de Oliveira, no município de Parauapebas, no sudeste paraense, suspeito de participação na morte do jornalista Décio de Sá, de 42 anos. O crime ocorreu em abril de 2012, na avenida Litorânea, na cidade de São Luís, no estado do Maranhão. O jornalista foi executado com cinco tiros. 

O acusado estava foragido desde outubro de 2019, quando fugiu da penitenciária durante o benefício de saída temporária para o Dia das Crianças. Em Parauapebas, Marcos foi preso após uma denúncia de tráfico de drogas na região. 

Segundo investigações à época do crime, o jornalista teria sido assassinado depois de ter feito denúncias de casos de agiotagem no Maranhão. Na época, as reportagens foram divulgadas em blog no jornal “O Estado”, um dos mais acessados do Estado. 

Ainda na época em que aconteceu o crime, a Polícia prendeu Jhonatan de Sousa Silva, acusado de ser o pistoleiro que assassinou o jornalista, enquanto que Marcos, teria sido o piloto da motocicleta e ajudou o executor a fugir. Jhonatan foi condenado a 25 anos e três meses de prisão; Marcos recebeu a pena de 18 anos e três meses de prisão em regime fechado.

Com informações do Correio de Carajás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *