Crédito: Divulgação/ PCPA

Foragido da Justiça do Estado do Mato Grosso há quase oito anos, Milton Carneiro da Silva, 39 anos, o Couro Velho, foi preso em Tucumã, pela Polícia Civil do Pará, na manhã desta terça-feira, 19. Ele é acusado de ter matado a facadas Ivoneide Meireles Cordeiro e o filho dela, Gilmar Guilherme da Silva, de oito anos de idade, em 29 de dezembro e 2013, na zona rural de São José do Xingu, no Estado de Mato Grosso.

Logo após o crime, Milton Carneiro da Silva fugiu para o Pará, segundo ele, temendo ser assassinado pela população do lugar, que ficou abalada pelo duplo homicídio. No território sul-paraense ele ficou trabalhando entre São Félix do Xingu e Tucumã, se fixando depois neste último município.

Ouvido pelo repórter Jucelino Show, assim que foi localizado e capturado, Milton da Silva negou que tivesse matado o garoto. Contou que tudo começou com uma discussão porque ele queria deixar Ivoneide Cordeiro e ir embora, e ela disse que, não fosse com ela, ele não viveria com outra mulher.

Em seguida, ainda segundo o acusado, ela se armou de faca partindo para cima dele, o ferindo várias vezes. “Foi jeito eu fazer alguma coisa, se não ela me matava, né?”, tenta justificar Milton Carneiro da Silva, que nega ter matado a criança. “Quando eu tomei a faca dela, o menino já estava caído”, afirma.

Ele será recambiado para o Mato Grosso. Na região em que aconteceu o crime ele era muito conhecido como peão de rodeios e tinha uma legião de admiradores. Agora, terá de pagar pelos crimes que cometeu.

Por: Zé Dudu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *