Polícia Civil prende homens acusados de furto e venda ilegal de gás em Cachoeira do Arari
Foto: Divulgação

A Polícia Civil prendeu dois homens pelos crimes de venda ilegal de gás de cozinha e por furto em um supermercado, na cidade de Cachoeira do Arari, no Marajó. As prisões foram realizadas no último dia 28.

A primeira prisão ocorreu durante a verificação de uma denúncia anônima feita pelo Disque Denúncia. A equipe policial constatou a venda irregular de gás de cozinha na comunidade da Vila Nova, zona rural do município.

No local, Rodrigo Ramos Avelar, responsável por um ponto comercial, foi flagrado com estoque, em um galpão, de grande quantidade de botijões de gás de cozinha do tipo GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), destinados à venda, sem qualquer autorização para revenda e armazenamento.

Ainda, durante a diligência, foram encontrados alguns litros de gasolina, também destinados à venda. A conduta do comerciante, explica o delegado David Bahury, colocava em risco os moradores da localidade, diante da possibilidade de acidentes e até explosões.

Após a verificação da procedência das informações, Rodrigo Avelar foi autuado por crime contra a ordem econômica, por adquirir, distribuir e revender derivados de petróleo, gás natural e suas frações recuperáveis, álcool etílico, hidratado carburante e demais combustíveis líquidos carburantes, em desacordo com as normas legais. O preso está recolhido à disposição da Justiça.

Com informações Roma News.