Polícia Civil do Pará prende delegada suspeita de vazar informações que ajudaram vereador a fugir de operação da Polícia Civil
Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Pará prendeu a delegada Eliete Cristina Borges, na manhã desta sexta-feira (20). Ela é suspeita de ter vazado informações sobre a Operação “Anonymouys 2”, deflagrada na quinta-feira (19), para combater a atuação de milícias e grupos de extermínio.

A operação deu cumprimento a nove mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. Sete policiais militares foram presos.

Durante a operação foram apreendidos armas, coletes, munições, dinheiro, drone, computadores, celulares e tablet.

VEJA TAMBÉM

Vereador e policiais militares são presos por suspeita de integrar milícias em Belém

De acordo com a investigações, as informações repassadas por ela teriam possibilitado a fuga de um dos alvos da operação, o vereador de Ananindeua Hugo Atayde, que tem a prisão decretada e está foragido.

Segundo a Polícia Civil, além do crime de favorecimento a delegada teria envolvimento com as milícias, inclusive recebendo propina para ajudar grupos de extermínio a construírem álibis.

Ainda de acordo com a Polícia, a prisão da delegada indica a imparcialidade das investigações desta operação.

G1