(Foto: divulgação PM)
(Foto: divulgação PM)
(Foto: divulgação PM)

Na madrugada desta quarta-feira, 17 de junho, por volta da 1h da manhã, uma denúncia por meio do 190, no município de Moju, nordeste paraense,  relatou que a casa do subgerente de um banco sediado na localidade, havia sido tomada de assalto, e os familiares deste estavam na casa sendo agredidos pelos criminosos.

Acionada, a guarnição composta pelo sargento Angelino, cabo Rodrigues e soldado Diego, todos do 31º Batalhão da Polícia Militar, comandado pelo tenente coronel Roosevelt, constatou a veracidade dos fatos e realizando um rápido cerco impediu a fuga dos criminosos; isolando a área da crise, contendo a ação, impedindo que a mesma evoluísse e iniciando de pronto a negociação até a chegada da equipe comandada pelo major Nogueira, do Grupamento Tático Operacional e de policiais civis da região.

Na negociação os criminosos que tomaram de imediato como reféns os moradores do imóvel, exigiram coletes, além da imprensa e da presença de familiares para poderem liberar as vítimas diante do roubo frustrado pela PM.

Após cerca de três horas de negociação, os policiais conseguiram, com sucesso, a liberação dos reféns e a rendição dos acusados, identificados como: Eduardo Gordo, 25 anos, vulgo “Lili” e John Erlon Silva Ferreira, de 19 anos, vulgo “Porote”, que inclusive é foragido do Sistema Penal, os quais se renderam, depondo suas armas e sendo conduzidos presos pelos policiais, sem a necessidade de uso de força ou arma de fogo, e o melhor, sem produzir vítimas de danos físicos em ambos os lados.

Com os acusados foram aprendidos um facão e um revólver calibre 38, além de um veículo particular e uma motocicleta; materiais que, junto com a dupla criminosa foram apresentados à autoridade policial para as medidas cabíveis.

Com informações Polícia Militar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *