A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (26), em Altamira sudoeste do Pará, a Operação “Plata o Plomo”. O objetivo da PF é combater atividade criminosa de empréstimo a juros, realizada por pessoas não autorizadas para, principalmente, pequenos empreendedores da cidade.

Inicialmente, os alvos responderão por operar instituição financeira sem autorização, art. 16, da Lei nº 7492/1986 e integrar organização criminosa, art. 2º, da Lei nº 12850/2013.

Foram mobilizados 13 policiais federais para a Operação Plata o Plomo, e foram cumpridos 4 mandados de busca e apreensão em desfavor de parte dos investigados, todos da nacionalidade colombiana.

Nas buscas foram apreendidos mais de R$ 23.000,00 em diversas moedas estrangeiras, dentre elas: dólar, euro, pesos colombianos e bolívares venezuelanos. Além disso, foram apreendidas 05 munições calibre 38 e vários cartões de visitas utilizados para a cobrança diária dos valores no comércio.

Polícia Federal, na operação “Plata o Plomo” em Altamira (foto: Ascom PF)

Nome da operação

A expressão “Plata o Plomo”, faz referência a uma expressão que ficou conhecida por ser utilizada pelo narcotraficante colombiano Pablo Escobar, que significa que a pessoa deveria se submeter a sua conduta criminosa ou seria assassinada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.