A Polícia Federal deflagrou, na manhã da última terça-feira (09), operação que investiga a venda de vídeos com pornografia infantil pela Internet. As investigações começaram após denúncia feita por uma empresa de mercado eletrônico, que possui uma plataforma de compra e venda pela internet bastante difundida na América Latina.

A empresa de tecnologia formulou notícia crime baseada em anúncios de venda de material de pornografia infantil por alguns perfis suspeitos em sua plataforma. Um dos vídeos anunciados, produzido por um Australiano e uma Filipina, conteria cenas nas quais uma bebê seria violentada física e sexualmente até a morte.

Investigações conduzidas pela Delegacia de Polícia Federal em Santarém, no Oeste do Pará, apontam que uma única pessoa haveria criado pelo menos 06 (seis) perfis com nomes e CPFs diferentes, na mesma plataforma de comércio eletrônico, e que tal pessoa possui residência fixa em Terra Santa/PA e temporária no distrito de Porto Trombetas, no município de Oriximiná/PA.

Para o cumprimento dos dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal de Santarém/PA, foi necessário o apoio do Grupo Especial de Polícia Marítima (GEPOM) da Polícia Federal de Santarém que utilizou uma de suas embarcações para o deslocamento de duas equipes de policiais até Porto Trombetas. De lá, uma das equipes partiu para Terra Santa.

No total, foram apreendidos um computador portátil (laptop), dois discos rígidos (HDD) externos, e 28 discos ópticos (entre CDs e DVDs) que serão encaminhados para a unidade de Perícias da Polícia Federal.

(Imagem: Polícia Federal)
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *