Arthur Henrique Alves Belo Santana e Lucas de Sousa Melo, suspeitos de venderem entorpecentes, foram encaminhados para a 20° Seccional da Polícia Civil de Parauapebas na sexta-feira (11). Lucas, porém, afirma que o 1.530 quilo de maconha, os 395 gramas de crack e 30 gramas de cocaína apreendidos pertencem ao cunhado. De acordo com ele, o responsável fugiu durante a abordagem. 

Durante ronda da Polícia Militar, na VS-10, Arthur chamou a atenção da guarnição pois aparentava nervosismo. Durante a abordagem, os militares encontraram uma quantidade de maconha. Sendo questionado sobre a origem do produto, Arthur informou aos policiais que na casa do cunhado haveria mais.

Os policiais percorreram cerca de 100 metros para chegar ao endereço indicado e lá encontraram a maior parte da droga. Na casa estava Lucas que afirmou não ter conhecimento das drogas e alegou que as substâncias foram encontradas no quarto do cunhado de Lucas.

O terceiro suspeito não foi encontrado no local e será investigado pela Polícia Civil, que autuou em flagrante a dupla apresentada na unidade policial.

Por Correio de Carajás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *