A partir ontem terça-feira (31), a cidade de Parauapebas, sudeste paraense, passou a disponibilizar teste rápido para pacientes com sintomas de Covid-19. A testagem, adquirida em caráter de urgência pela prefeitura, consegue confirmar, em 15 minutos, o diagnóstico da doença.

A longa espera pelo resultado dos exames, até então feitos apenas em Belém, era uma das grandes preocupações do prefeito Darci Lermen, que autorizou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) a adquirir a testagem rápida para o município não depender exclusivamente do Governo Federal e da mineradora Vale, que anunciaram a distribuição de teste rápido para os Estados.

“Nós ainda não recebemos esses testes e não dava para esperar. Imagina a angústia de quem tem o sintoma do coronavírus e tem que esperar para saber se tem ou não o vírus. Isso é uma tortura não só para o paciente, mas para o governo e para toda a população que fica na expectativa sobre o resultado. Então, agora, graças a Deus, com o teste rápido poderemos dar uma resposta de imediato”, diz o prefeito Darci Lermen, ressaltando que os resultados são muito importantes também para orientar as ações do governo no enfrentamento ao coronavírus.

TRANSPARÊNCIA

Os detalhes do contrato de compra da testagem rápida, em caráter de urgência, foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje e podem ser acessados no Portal da Transparência da Prefeitura de Parauapebas. O material foi adquirido com recursos do Fundo Municipal da Saúde junto à empresa Methabio Farmacêutica do Brasil, ao valor de R$ 130 mil

FAKE NEWS

O prefeito da cidade ressaltou o efeito nocivo que algumas Fake News que circulam nas redes sociais causam a população. Recentemente circularam nas redes sociais falsas publicações colocando em dúvida a chegada dos testes. “Essa acusação é de uma irresponsabilidade enorme. Essas pessoas, sim, estão usando o ano eleitoral para mentir, para nos atacar de forma leviana porque nós provamos que tudo está na legalidade e que nossa preocupação é cuidar da nossa gente e manter nossa cidade livre do coronavírus”, enfatizou.

O TESTE

Para aplicação do teste rápido, um grupo de profissionais da Saúde foi capacitado pela prefeitura para identificar os casos positivos, que de imediato serão isolados.

O titular da Semsa, Gilberto Laranjeiras, explica que o teste somente pode ser usado em pacientes que, de fato, apresentem sintomas do Covid-19, como tosse seca, febre, garganta inflamada e dificuldades para respirar. Sintomas esses que somente ficam evidenciados entre cinco e sete dias.

O secretário esclarece que não adianta fazer os exames em pessoas que se queixam de estar gripadas num período entre um e quatro ou até cinco dias porque o resultado dará negativo. “O mais coerente é fazer o teste no sétimo dia, com o paciente apresentando todos os sintomas”, diz Laranjeiras. 

*Com informações DOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.