O Pará aparece na segunda colocação do ranking nacional relacionado ao valor do óleo diesel. Dentro do estado, a cidade que mais sofre com os altos valores é Parauapebas, na região sudeste. 

O estudo foi divulgado nesta terça-feira, 14, pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), no Pará, com base no óleo que foi comercializado em postos de combustíveis do estado no mês de junho e informações da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Conforme o levantamento, o preço médio do litro do produto apresentou pequena queda de 0,90% em relação aos preços médios verificados no mês anterior, maio. Houve recuo, também, de 16,30% no primeiro semestre deste ano. 

Em junho, o litro do óleo diesel no Pará foi comercializado em média a R$ 3,383, com o menor preço a R$ 2,850 e o maior a R$ 4,230. No mês de maio, o preço médio do litro do produto foi de R$ 3,414, com os preços oscilando entre R$ 2,890 e R$ 4,230. 

Parauapebas foi o município que, em média, comercializou o litro do diesel mais caro no mês de junho, custando R$ 3,909, seguido de Alenquer (R$ 3,850), Altamira (R$ 3,836), Abaetetuba (R$ 3,695), Belém (R$ 3,672), Conceição do Araguaia (R$ 3,550), Marabá (R$ 3,494), Cametá (R$ 3,490); Redenção (R$ 3,458) e Bragança (R$ 3,432).

 A nível nacional, o preço do litro mais caro do país em junho foi comercializado no Acre, custando R$ 3,925. Em seguida aparece Pará, com a média de R$ 3,383. Na sequência do ranking estão Mato Grosso (R$ 3,354), Amazonas (R$ 3,342), Rondônia (R$ 3,337), Alagoas (R$ 3,280), Rio de Janeiro (R$ 3,262), Mato Grosso do Sul (R$ 3,252), Amapá (R$ 3,243) e Roraima (R$ 3,240).

Por: Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *