O Estado do Pará reduziu em 45% o número de óbitos de idosos acima de 70 anos, afirma um estudo realizado pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), divulgado durante a reunião do Comitê Científico da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), na noite desta quinta-feira (17). Os dados são atribuídos ao avanço da imunização contra a Covid-19.

“Nós tivemos, no geral, uma queda de óbitos, mas nos idosos tivemos a vacinação com a primeira e segunda doses. Então, se eles adoeceram não tiveram a mesma gravidade, e com isso, felizmente, não estão ocupando leitos de UTI. Hoje, a maioria dos leitos está sendo ocupada por mais jovens, que ainda não tiveram chance de se vacinar”, explicou Marcel Botelho, reitor da Ufra.

O estudo indica que a vacinação foi eficaz entre os idosos e que os demais públicos precisam continuar com as medidas de segurança.

“Na reunião do Comitê pudemos perceber que, no estudo, que leva em consideração a aplicação da vacina, as pessoas com mais idade, a partir dos 60 anos, já não formam mais o público que vem ocupando os leitos da rede estadual. Isso evidencia que vacina é o caminho para vencer a pandemia. Mas também traz um recado para o público abaixo dos 60 anos, que ainda precisa se cuidar e seguir os protocolos. Todos precisam fazer a imunização e se cuidar”, destacou Rômulo Rodovalho, secretario de Estado de Saúde Pública.

Por G1/PA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *