O pagamento do 13º salário deve injetar na economia paraense cerca de R$ 3,2 bilhões, de acordo com estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) divulgada nesta terça-feira (4), representando 2,9% do PIB atual. Em relação ao montante de 13º salário pago em todo o Pará no ano passado, houve aumento de 17,75%, já quem em 2013 foram injetados cerca de R$ 2,8 bilhões de reais. A primeira parcela deve ser paga até o dia 30 de novembro, e a segunda até 20 de dezembro.

Tem direito à gratificação todo trabalhador com carteira assinada, sejam trabalhadores domésticos, rurais, urbanos ou avulsos. A partir de quinze dias de serviço, o trabalhador já passa ter direito a receber o décimo terceiro salário. Também recebem a gratificação os aposentados e pensionistas do INSS.

Pelo estudo do Dieese, aproximadamente 2.003.712 pessoas no Pará devem ser beneficiadas pelo pagamento do 13º salário, sendo 806.879 beneficiários da Previdência Social como aposentados ou pensionistas correspondente a 40,3% do total de beneficiados e outras 1.160.339 pessoas correspondentes a 57,9% referentes a ocupados no setor formal da economia (público e privado), contribuintes da previdência. Já os empregados domésticos com carteira assinada abrangidos pelo 13º salário alcançam um total de 36.494 pessoas correspondendo a 1,8% do total geral.

O Dieese não levou em conta os autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho, que eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, nem os valores envolvidos nesses abonos, uma vez que estes dados são de difícil mensuração.

 

G1 PA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *