Uma operação realizada por militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), em parceria com o Ministério Público do Trabalho e a Superintendência Regional do Trabalho no Pará, durante o mês de dezembro, resgatou 22 pessoas que estavam em condições semelhante ao de trabalho escravo. O balanço foi divulgado na última segunda-feira, 21.

Vários municípios do estado foram fiscalizados, porém, em três municípios do sudeste do Pará, algumas propriedades rurais foram autuadas pela prática. Em um dos locais fiscalizados, foi encontrada uma casa sem condições de habitação onde tudo era feito de forma improvisada.

A Polícia Militar e a Superintendência do trabalho no Pará já adotaram medidas cabíveis para a responsabilização dos donos das propriedades rurais onde foram encontradas as irregularidades. Quanto aos trabalhadores resgatados, eles passaram pelos procedimentos legais e receberam o pagamento das devidas verbas rescisórias, seguro desemprego entre outros direitos trabalhistas.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *