A Diretoria Estadual de Combate a Corrupção da Polícia Civil (Decor) realizou uma operação que investiga movimentações bancarias milionárias na conta de uma estudante de 27 anos sem renda declarada.

De acordo com o relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), de janeiro de 2018 a janeiro de 2020, as movimentações somaram mais de 3,3 milhões de reais. Ao todo cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos na última quarta-feira(26) em Belém.

Foram investigadas três casas e duas empresas ligadas a suspeita, além de celulares, documentos e dispositivos de armazenamento de dados que foram apreendidos. Todo o material será periciado e incluído no inquérito policial aberto pela Polícia Civil.

Na investigação também foi descoberto que além dos valores movimentados, a estudante e o pai dela estavam inscritos para receber o auxílio emergencial do Governo Federal.

Os dois recebiam juntos por mês, R$1.200 reais.

Informações de G1/PA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *