Operação Anonymous prende policiais em Castanhal
Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil cumpriu, nesta terça-feira (16), mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão no quartel do 5º Batalhão da PM, em Castanhal, nordeste paraense. Na ocasião, quatro policiais militares tiveram mandados de prisão cumpridos pelas autoridades policiais resultantes da operação Anonymous deflagrada em março deste ano.

O cumprimento das prisões atendem mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão decretados pelo juiz Cristiano Magalhães Gomes. Os policiais militares são investigados por envolvimento em homicídios com características de execução, ocorridos, principalmente, na região metropolitana de Belém.

Ao todo, 10 pessoas – sete PMs e 3 pessoas não policiais – são apontadas nas investigações por participação em um assassinato ocorrido em 19 de fevereiro deste ano, em Ananindeua, quando foi morto Walberson Nunes Dantas, de apelido “Tio Flora”. Os quatro policiais militares já estão recolhidos no Centro de Recuperação Coronel Anastácio das Neves, do complexo penitenciário de Santa Izabel do Pará, à disposição da Justiça.

Em 18 de março deste ano, a operação Anonymous foi às ruas, da capital e região metropolitana, por volta de 5h30 da manhã, para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar.

Ao todo, na ocasião, nove policiais militares da ativa foram presos por mandados de prisão e uma pessoa não policial foi presa em flagrante.

A Operação Anonymous foi deflagrada pelo Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Sieds), com a participação de mais de 200 policiais civis e militares e mais de 50 viaturas. Além dos mandados de prisão, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão.

Fonte: Polícia Civil

Você pode gostar de ver

Família norte-americana que estava desaparecida é encontrada no Marajó

A família dos americanos Adam Harris Heart, 39 anos, e Emily Faith Heart,…

Em Tucumã duas pessoas foram presas acusadas de fraudar sorteios

Os valores menores eram sorteados normalmente, mas os maior era entregues à um vencedor fictício.

Operação combate fraudes em licitações na Prefeitura de Marituba, e prende 9 pessoas

Polícia Civil deflagrou a operação nesta quarta-feira (25). Foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva e nove de busca e apreensão.