Números oficiais da Defesa Civil de Marabá, sudoeste do Pará, contabilizaram 580 famílias desalojadas até este final de semana. As Águas do Rio Tocantins, no entanto, marcou no domingo (18) a média de 10,76 metros, apontando baixa em comparação ao nível de 11,4 metros que as águas atingiram na última semana.

Agentes das defesas civis municipais, estaduais e federais, além de equipes dos órgãos submetidos à Secretaria Municipal de Segurança Institucional, continuam realizando remoções e assistência aos desabrigados.

A Secretaria Municipal de Assistência Social emitiu comunicado solicitando que os voluntários de igreja e entidades que estão colaborando entrem em contato com a Defesa Civil para serem direcionados aos pontos que mais necessitam de apoio.

A Prefeitura Municipal está montando mais abrigos além dos que já estavam abrigando famílias na Marabá Pioneira e na Cidade Nova.

Outros seis pontos estão sendo disponibilizados, dentre eles Associação do Bairro Santa Rosa, Posto de Saúde da Santa Rosa, Z-30, Acrob, Praça da Santa Rosa e galpão do Belo Horizonte.

Na Folha 33 há outro em construção. Cestas básicas também começaram a ser distribuídas.

Na última sexta-feira (16), o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, esteve em Marabá vistoriando os pontos de enchente e abrigos e garantindo a liberação de recursos para serem empregados no restabelecimento das famílias atingidas e desabrigadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *