Os três corpos, ainda não identificados, foram localizados em uma reserva indígena, distante cerca de 30 KM de Novo Repartimento. (foto: Fabio Miranda/LinkedIn)

Três corpos foram encontrados na manhã deste sábado (30), durante buscas realizadas pelas autoridades de segurança no município de Novo Repartimento, sudeste paraense. Os corpos ainda não identificados e estavam próximos do local onde três caçadores desapareceram.

Uma equipe da Perícia Criminal irá confirmar se os três corpos estão relacionados com Cosmo Ribeiro de Sousa, José Luís da Silva Teixeira e Wilian Santos Câmara, desaparecidos desde 24 de abril, próximo à área indígena Parakanã, distante cerca de 30 KM da cidade.

Procedimentos

O clima é tenso na região. Equipes do Choque da Polícia Militar estão na cidade e familiares dos caçadores teriam sido comunicados após a descoberta dos corpos, ainda sem identificação, que serão levados por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) para o Instituto Médico Legal (IML) de Marabá.

Populares e agentes de segurança em Novo Repartimento (foto: Polícia Federal)

Nota da Polícia Federal

Em nota, a Polícia Federal confirmou que foram encontrados três corpos na Reserva Indígena de Parakanã, na região leste do Estado do Pará, próximo ao município Novo Repartimento. Ainda não é possível afirmar de quem se trata, tampouco a causa das mortes, sendo necessária, para isso, a realização de perícia criminal.

A PF disse ainda, que exames periciais estão sendo realizados no local, por peritos Criminais Federais do Pará e de Brasília, sendo que a necropsia e identificação dos corpos serão realizadas por médicos legistas da Polícia Científica do Pará (em Marabá/PA) e Peritos Criminais da Polícia Federal, para onde os corpos serão levados.

A investigação da Polícia Federal contou com o total apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional, envolvendo mais de 150 agentes de segurança nas buscas, desde que se soube do desaparecimento de três pessoas na região. A Polícia Federal afirmou ainda, que continuará a investigação com o objetivo de identificar os autores do fato criminoso.

Via DOL

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.