(Reprodução Twitter @taymacarneiro)

Nessa época do ano, próximo de eleições municipais, é comum a realização de carreatas e passeatas pelas ruas das cidades. Geralmente, muitas pessoas vão às ruas, seja para apoiar, ou até mesmo, saber o que está acontecendo, conhecer os candidatos e até mesmo conversar com eles.

Mas precupados com a proliferação do novo coronavírus e com a situação da pandemia, moradores de Curuçá, no nordeste paraense, extenderam uma faixa “curiosa” para tentar evitar essa “aproximação”.Imagem da faixa com o pedidoImagem da faixa com o pedido (Reprodução Twitter @taymacarneiro)

Em Belém, o candidato a prefeito, Gustavo Seffer, divulgou nota em suas redes sociais informando que não fará mais carreatas pela capital até o final das eleições: “Entendo que que foi um erro da minha parte ter realizado a carreata, pelos dias atuais, pela situação que a gente vive, de um modo geral. Embora seja um manifestação autorizada pela lei, ela prejudica muito as pessoas, atrapalha o trânsito da cidade, os fogos e as buzinas atrapalham muito os bebezinhos, ou seja, atrapalham as mães, atrapalha as pessoas que sofrem algum tipo de deficiência, prejudica os idosos, atrapalha o descanso e, em respeito a essas pessoas, eu decidi que não farei mais nenhuma carreata até o final da minha eleição”, disse.

Por: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *