Secretaria de Estado de Transportes (Setran) retirou, no domingo (8), do fundo do rio Moju, o empurrador que naufragou há 10 dias. A embarcação é uma das seis que fazem a travessia de veículos por balsas na área da ponte Rio Moju, que teve o vão central destruído por uma barco clandestino no mês de abril passado.

O empurrador havia sido retirado da área de travessia na quinta-feira (5). No sábado (7), a Capitania dos Portos deu autorização para que a travessia fosse reiniciada de 6h às 18h. O serviço deve voltar a operar com duas embarcações na próxima terça-feira (10).

A travessia de veículos por balsas foi uma das soluções encontradas pelo governo do Estado, para minimizar os impactos para a população, após a queda da ponte.

“Estamos trabalhando para restabelecer o serviço com duas balsas o mais breve possível, pois, com as duas embarcações em operação, reduzimos para 20 minutos o tempo de espera dos veículos.

Já atendemos todas as recomendação feitas pela Capitania dos Portos, agora aguardamos apenas sua autorização para operarmos”, garantiu o secretário de Estado de Transportes (Setran), Pádua Andrade.
(Setran).

*Com informações Agência Pará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *