Uma paciente afirma que teve seu atendimento recusado durante uma consulta marcada na Unidade Básica de Saúde da Cidade Nova 8, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, por estar usando uma bermuda jeans. O caso aconteceu esta quarta-feira (16).

Segundo a denúncia feita pela filha da paciente, Márcia Nogueira, sua mãe, identificada como Maria, esperou mais de duas horas após a hora marcada para consulta e quando a médica ginecologista Maria Claudete Pereira Pires chegou, se recusou a atende-la, justificando que a vestimenta não era permitida no local.

Após questionamentos, mãe e filha foram conduzidas para a sala da diretoria da unidade, onde receberam a mesma informação, de que a mãe não poderia ser atendida, após esperar por mais de duas horas pela médica atrasada, pelo fato de usar short jeans.

Em nota a prefeitura de Ananindeua, através da Secretaria de Saúde, negou que seja proibido o uso de short jeans em consultas na unidade, informando que iniciará um procedimento administrativo para investigar os envolvidos no caso. 

Por Dol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *