Reprodução: O Liberal

A jovem Thays de Almeida Santiago, de 19 anos, foi morta a tiros em Capanema, Nordeste Paraense, na noite do último domingo, 15. Ela foi baleada enquanto andava de moto com um homem desconhecido, sendo atingida pelos disparos feitos por atiradores que vinham em um outro veículo em meio a uma perseguição.

De acordo com informações do 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM), responsável pelo policiamento na região, o crime foi por volta das 23h, na rua Peroba do bairro Nazaré. A família da jovem informou que ela e uma outra moça estavam na garupa de uma motocicleta que era conduzida por um homem, ainda não identificado.

Em certo momento daquele passeio, o veículo em que Thays estava foi perseguida por uma outra motocicleta que levava duas pessoas. Três tiros foram disparados por um dos ocupantes que vinha no segundo veículo, sendo que pelo menos um atingiu a jovem. Após terminarem o ataque, a dupla fugiu em alta velocidade da cena do crime.

Quando a família chegou ao local, encontrou Thays no chão, com um ferimento feito por um projétil nas costas. Ainda de acordo com os parentes de Thays, o homem que conduzia a moto em que ela estava também fugiu do local após a morte dela.

Desesperados, os parentes da jovem ainda a socorreram e a levaram com vida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Capanema, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. O que restou foi acionar o Núcleo Avançado do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves em Bragança para remover e analisar o corpo. As investigações prosseguem junto à Polícia Civil no sentido de tentar elucidar a autoria e circunstâncias do crime. Até o momento, há uma hipótese de que o crime tenha ligação com o tráfico de drogas, mas tudo ainda é apurado pelo trabalho investigativo da delegacia local.

Por: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *