A primeira cirurgia bariátrica por videolaparoscopia feita no Norte por meio Sistema Único de Saúde (SUS) foi realizada na manhã desta terça-feira (29), no Hospital Jean Bitar (HJB), em Belém. (FOTO: ASCOM HJB)

A primeira cirurgia bariátrica por videolaparoscopia  foi realizada no Hospital Jean Bitar (HJB), marcando mais uma avanço na saúde pública do Estado. A cirurgia bariátrica é uma das áreas de referências do hospital. A tecnologia de cirurgia utilizada é inédita em um hospital público paraense e, na região Norte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

A técnica utilizada no procedimento, além de moderna é menos invasiva e mais confortável para o paciente, que pode ter alta em 24 horas e retornar às suas atividades normalmente, em apenas uma semana. Com a cirurgia tradicional, conhecida também, como “cirurgia de barriga aberta”, por orientação médica, o retorno do paciente às suas atividades consideradas menores, só é autorizado após 45 dias da realização da cirurgia.

De acordo com o cirurgião geral, especialista em cirurgia da obesidade, Allan Fonseca, responsável pela realização da cirurgia, a tecnologia utilizada torna o procedimento minimamente invasivo e, por isso, a recuperação pós-cirúrgica também é mais rápida. O médico enumerou outras vantagens, se comparadas à cirurgia por via aberta, como menor risco de infecção, maior rotatividade dos leitos, já que, normalmente, o paciente não precisa de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o que confere maior resolutividade ao Serviço de Cirurgia Bariátrica do Hospital. “Com o método mais moderno, o paciente é o principal beneficiado, mas ganha também o Hospital e o Estado do Pará que hoje, inaugura um marco que significa maior qualidade de atendimento no serviço de cirurgia bariátrica disponível para a população paraense, no Hospital Jean Bitar”, destacou o cirurgião.

Milene dos Santos, filha da paciente Sandra Monteiro dos Santos, de 45 anos, submetida à cirurgia, falou sobre a sua alegria e de toda a família com a realização do procedimento, que era o grande sonho de sua mãe. “Estou muito feliz por minha mãe ter sido a primeira pessoa contemplada com esse tipo de cirurgia, que é segura, causa menos sofrimento, e que era o grande sonho dela. Todos da família estamos muito satisfeitos e felizes com a conquista dela.”

O chefe do serviço de Cirurgia Geral do HJB, Dr. Nazareno Moura, informou que esse tipo de procedimento é o inicio de um novo tempo com relação às cirurgias bariátricas na saúde pública do Estado do Pará, mas, a tendência, é que outros hospitais do SUS cada vez mais, passem a realizar outros tipos de cirurgias por videolaparoscopia. “Ter uma forma mais moderna de realizar um procedimento no serviço público, que traz vários benefícios, é extremamente importante. Para o serviço de cirurgia bariátrica no Estado realmente é um marco, isso é inquestionável. Com isso, vamos poder devolver o individuo para a sociedade, numa condição melhor e mais rápida, tornando-o produtivo em um tempo menor ou abreviando o tempo que poderia ficar afastado de suas funções. A economia também é muito grande, mas o impacto maior, o maior benefício mesmo, é esse: contribuir com o retorno do paciente à sociedade.”

Para o diretor Executivo do HJB, o administrador Giovani Merenda, este dia entrará na historia da instituição, e ficará marcado como o dia em que o serviço de cirurgia bariátrica conseguiu ter um avanço significativo na qualidade do atendimento prestado. “Estamos muito felizes com esta conquista, que é extremamente importante para o Hospital Jean Bitar, para os nossos pacientes e para a população paraense. Agradeço e parabenizo toda a equipe da cirurgia Geral e do Centro Cirúrgico que esteve envolvida diretamente e indiretamente na realização da primeira cirurgia bariátrica videolaparoscópica do nosso hospital. Reafirmarmos o nosso compromisso em fazer tudo o que estiver ao nosso alcance, para melhorar ainda mais, a qualidade dos nossos serviços e a vida dos nossos pacientes. Esta é a nossa missão e é isso que nós queremos”, ressaltou.

Hospital Jean Bitar (HJB), em Belém. Considerado um marco para a Instituição, que tem o serviço de cirurgia bariátrica com uma das suas áreas de referências no Pará, a unidade de saúde pública avança na utilização de tecnologias mais modernas e menos invasivas.
(FOTO: ASCOM HJB)

Saiba mais

Cirurgia por Via Aberta e Cirurgia Minimamente Invasiva

Na cirurgia por via aberta, também conhecida por cirurgia convencional ou por cirurgia tradicional, a via de acesso à região a operar é uma incisão cuja dimensão permite um acesso direto, tanto visual como tátil, à região operada. Esta forma de acesso simplifica, em regra, a execução técnica dos procedimentos; no entanto, a cirurgia aberta tem várias desvantagens quando comparada com abordagens menos invasivas.

Na cirurgia minimamente invasiva o acesso à região operada é feito com pequenas incisões, onde são introduzidos instrumentos cirúrgicos específicos e um vídeo que transmite as imagens da região a operar para monitores presentes na sala operatória. Estas imagens guiam as ações do cirurgião para concretizar os procedimentos. A menor invasibilidade desta abordagem traduz-se, globalmente, em menos efeitos indesejáveis e numa recuperação mais rápida dos doentes.

O Hospital Jean Bitar oferece assistência de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Com 70 leitos, o hospital é referência estadual para procedimentos de endoscopia digestiva alta e colonoscopia, cirurgia gastrointestinal e algumas especialidades clínicas, como endocrinologia, reumatologia, geriatria e pneumologia. Para atendimento no hospital é necessário o encaminhamento via Central de Regulação do Estado.

O HJB fica na Rua Cônego Jerônimo Pimentel, Bairro Umarizal, em Belém. Mais informações: (91) 3239-3800.

Por Vera Rojas | INDSH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *