Início Pará Jacundá Operação da polícia investiga corrupção na administração pública de Jacundá

Operação da polícia investiga corrupção na administração pública de Jacundá

3 Leitura min
0
0
4

A Polícia Civil realiza nesta terça-feira (19) a primeira fase da operação Tacitu, que investiga corrupção na administração pública da cidade de Jacundá, no sudeste do Pará. Foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor.

As investigações apontam para suspeita de esquema de corrupção envolvendo o prefeito, servidores da prefeitura e vereadores de Jacundá. Os conduzidos coercitivamente foram o prefeito afastado de Jacundá, José Martins de Melo Filho; o secretário municipal de Finanças, Ronaldo Martins Campos, e três vereadores, sendo dois deles como testemunhas e outro na condição de investigado no inquérito.

Os policiais civis cumpriram os mandados judiciais nas residências dos conduzidos. Após efetuar as buscas e apreensões nas casas, as equipes policiais conduziram as cinco pessoas para a delegacia de Jacundá, para serem ouvidas em depoimento.

As investigações tiveram início após denúncia feita por um vereador da Câmara Municipal de Jacundá. O denunciante afirma que teria recebido a título de verbas indevidas a quantia de R$ 30 mil para que se abstivesse de exercer suas funções, dentre as quais, a de denunciar em plenário a má gestão na atual administração municipal.

Segundo a Polícia Civil, o prefeito investigado está atualmente afastado do cargo por procedimento da Câmara dos Vereadores de Jacundá.

Foram apreendidas mídias e documentação na casa dos investigados. Ao final dos depoimentos, as pessoas conduzidas serão liberadas. O material apreendido será conduzido para a sede da DRCO, em Belém, ainda nesta terça-feira. As investigações sobre o suposto esquema de corrupção continuam.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Josenaldo Jr.
Carregar mais em Jacundá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *