Um incêndio em uma residência no município de Sapucaia, no sudeste paraense, matou carbonizada uma menina de apenas um ano e três meses no último sábado (29). Segundo familiares, no local, estavam a bebê, suas irmãs gêmeas de dois anos e um irmão de seis anos. As demais crianças conseguiram sair da residência, mas a pequena Maria Vitória morreu nas chamas.

Segundo informações repassadas pelo 17º Batalhão de Polícia Militar (BPM), com sede em Xinguara e que atua em Sapucaia, o incêndio foi no Setor Sol Nascente, na Rua dos Pinhais. Ainda não se sabe o que provocou o fogo, mas o casebre de madeira foi completamente destruído pelas chamas. Há a suspeita de que as chamas começaram em um ventilador, que se incendiou e fez as chamas propagarem para o resto da casa.

O menino de seis anos, que estava sozinho em casa com as irmãs, conseguiu salvar as duas meninas gêmeas, mas sofreu queimaduras no rosto ao tentar alcançar a bebê de um ano. Quando a Polícia chegou ao local, populares já tinham resgatado as crianças, mas infelizmente, a bebê foi calcinada. Testemunhas contam que a mãe estava na casa de um vizinho quando o fogo começou, correu para auxiliar ao ver as chamas, mas foi impedida de entrar na casa pelos populares, já que o fogo estava muito intenso.

Segundo uma familiar da mulher, ela é mãe de onze filhos e foi acolhida pela equipe de Assistência Social da Prefeitura do município após o incêndio. Os profissionais ofereceram apoio psicológico e a prefeitura pagou o aluguel de uma nova casa, que está sendo a moradia provisória da família. A prefeitura também atuou na construção de pequena casa perto da antiga, que está sendo ampliada pelos amigos e familiares da mulher, por meio de doações.

Segundo a PM, o caso está sendo apurado pela Polícia Civil do município para determinar as circunstâncias do incêndio. Pessoas interessadas em doar materiais de construção para a família e demais utensílios podem entrar em contato pelo número  94 99227-1812.

Por O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *