Reprodução/Redes sociais

As investigações do caso da menina Amanda Ribeiro, de 10 anos, encontrada morta no último sábado, 11, em Anajás, seguem em andamento pela Polícia Civil.

No último domingo, foram identificados e presos os suspeitos: Jobson da Silva Miranda, Josuel dos Santos Gomes, que morreu em confronto com os agentes de segurança que participaram da ação, e uma menor de idade, que foi apreendida. Os dois foram transportados para Belém em aeronave do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), na segunda-feira, 13. Outras duas pessoas que também teriam envolvimento no ocorrido ainda não foram identificadas.

Uma das linhas de investigação é de que o crime tenha sido motivado por uma dívida do pai da criança com os traficantes, e a outra é de que ela tenha sido morta por um desentendimento com um familiar dos traficantes.

Um vídeo que circula nas redes sociais levantou uma outra possibilidade nas investigações. Nas imagens gravadas supostamente dias antes do desaparecimento de Amanda, a criança aparece trocando socos e tapas com uma outra menina, no meio da rua, na cidade de Anajás. Segundo o delegado geral da Polícia Civil, Walter Rezende, o vídeo da briga já está sendo investigado, os investigadores buscam entender se a troca de agressões pode ter relação com o crime. 

Assista:

Por: Roma News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.