Em Belém, Hospital de Campanha do Hangar começa a ser desativado. (foto: Agência Pará)

Já está em andamento o processo de remoção dos leitos e demais materiais que compuseram as instalações do Hospital de Campanha do Hangar, uma das estratégias mais importantes no processo de enfrentamento à pandemia no Pará.

O Hospital foi aberto em 10 de abril de 2020 pelo governo estadual, inicialmente com 420 leitos exclusivos para a Covid-19 na regulação. Hoje, após 18 meses de funcionamento, apenas um paciente segue internado em tratamento no local. No próximo sábado (16), uma cerimônia oficial e ecumênica confirma o encerramento das atividades e início da retomada do perfil original do complexo – processo esse que só deve ser concluído em 2022. Em um ano e meio de funcionamento, o HC Hangar salvou 4.944 vidas.

Entregue em 10 de abril para atender casos de baixa e média complexidade de pacientes da Região Metropolitana de Belém e a demanda das regiões nordeste e Marajó Oriental, o Hospital de Campanha chegou a ter todos os seus leitos sendo de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em janeiro deste ano, foram abertos 40 novos leitos para receber pacientes vindo do Amazonas, que à época enfrentava problemas no abastecimento de oxigênio na rede hospitalar. 

Em Belém, Hospital de Campanha do Hangar começa a ser desativado. (foto: Agência Pará)

A unidade também passou a oferecer apoio psicológico a pacientes, além de atividades terapêuticas, como oficinas de artesanato e musicoterapia. A psicóloga Thayná Montenegro trabalhou na equipe multiprofissional do Hangar em seus últimos seis meses de funcionamento, a partir de um momento de alta no número de internações. 

Números 

Ao abrir, a unidade contava com 260 leitos de enfermaria e 160 UTI. No momento em que as atividades forem encerradas, estará com 160 leitos em funcionamento, sendo 80 de enfermaria e 80 de UTI. Foram mais de 1,5 mil profissionais atuando, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, entre outros.

(foto: Agência Pará)
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *