Crédito: Divulgação/ Correio de Carajas

No último sábado, 12, em Marabá, Cristiano Viana da Costa, 28 anos, foi preso em flagrante, após confessar que matou o amigo, Arildo de Almeida Oliveira, 36 anos.

Segundo Cristiano, ele havia dado uma certa quantia em dinheiro para que Arildo comprasse entorpecentes, ambos eram usuários de drogas.

O que ocasionou o crime, foi porque Arildo não entregou a droga e nem devolveu o dinheiro, o que levou Cristiano a matar o amigo. Cristiano matou Arildo utilizando uma corda, de acordo com informações do delegado Márcio Maio.

A Polícia Civil (PC) foi acionada via Núcleo Integrado de Operações (Niop) que um suicídio havia acontecido na Folha 15, Núcleo Nova Marabá. Ao chegarem ao local, os agentes perceberam uma diferença entre o que havia sido informado e o que ocorreu de fato, um assassinato.

“A Divisão de Homicídios foi acionada e foi identificado que o corpo estava com marcas no pescoço e com indicação de possível homicídio, já que no local não havia nada que sugerisse que a vítima havia se matado”, explicou o delegado.

A PC passou a investigar as últimas pessoas que estiveram com a vítima e chegaram até Cristiano. Ele foi conduzido até a 21ª Seccional de Polícia Civil, ao ser interrogado, confessou o crime
 

Por: Correio de Carajas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *