Um homem identificado como Vânio José Cometti Rodrigues foi preso em flagrante pelo crime de moeda falsa na manhã desta terça-feira (29), no município de Senador José Porfírio, sudoeste do Pará. De acordo com a Polícia Civil, o acusado foi detido após receber cerca de R$ 3.000 em notas falsas pelos correio, de um remetente de São Paulo.

O flagrante ocorreu por volta das 9h30, após a polícia receber informações da Agência dos Correios local de que havia uma encomenda suspeita, com um envelope idêntico ao recebido por outra pessoa, de prenome Rafel, o qual continha cédulas monetárias falsificadas. 

No entanto, segundo a polícia, o destinatário da encomenda estava em nome de Vânio José Cometti Rodrigues, morador do bairro Linhares, em Senador José Porfírio, com remetente de Felipe Silva, residente em Vila Maria, bairro de São Paulo, capital.

Imediatamente, diante das informações, os policiais civis acionaram a Polícia Militar e, em ação conjunta, encontraram o suspeito em uma serraria. Ao ser interrogado, ele teria confirmado que os dados eram dele, mas afirmou que não estava esperando encomenda alguma.

Em seguida, ainda segundo a PC, Vânio foi levado até a Agência dos Correios, onde a encomenda foi retirada e, logo depois, foi para a Delegacia de Polícia Civil, onde o envelope foi aberto e dentro dele foram encontradas 30 cédulas no valor de R$ 100 cada, totalizando R$ 3.000, com sinais de falsificação.

O acusado foi preso em flagrante delito pelo crime de moeda falsa, e seu celular foi apreendido para averiguação.

Por O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *