No fim da tarde deste domingo (09), Jecivaldo da Silva e Silva, de 38 anos, foi morto sentado em uma cadeira de um bar em Redenção, no sudeste paraense, enquanto tomava uma dose de cachaça.

Sem nem perceber o perigo que corria, o homem foi morto com um único tiro na parte de trás de sua cabeça, em um crime que deixou parentes sem entender o que pode ter acontecido para explicar a morte violenta do eletricista. 

Conforme informou o Comando de Policiamento Regional V (CPR 5), da Polícia Militar, o ataque foi por volta da 18h, em um bar no Setor Aripuanã. Naquela tarde, Jecivaldo estava sentado junto à mesa, bebendo, quando o assassino chegou.

Sem dar qualquer aviso, um homem encostou a arma na nuca de seu alvo e disparou uma única vez. Jecivaldo morreu sentado, quase que instantaneamente, enquanto o atirador fugiu.

De acordo com a PM, poucas pessoas estavam no local no momento do crime, e até mesmo os funcionários evitaram falar da detalhes do que presenciaram, e somente a investigação detalhada da Polícia Civil, que foi ao local em seguida, deve ter colhido mais informações sobre o crime. 

Ainda segundo a PM, as dezenas de curiosos que foram ao local após o homicídio contaram que Jecivaldo era eletricista e trabalhava em um frigorífico no estado do Mato Grosso. O homem estava passando férias em Redenção junto com sua família na casa de parentes.

Até o momento, uma possível motivação para o assassinato ainda não foi revelada, e a Polícia Civil do município segue investigando o caso. 

Por Oliberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *