O evento Rolezinho no Hemorio, convoca pelas redes sociais a população a doar 450 litros de sangue, como parte das atividades de comemoração aos 450 anos da cidade.(Fernando Frazão/Agência Brasil)

Os voluntários devem obedecer aos critérios básicos: homens com idade entre 18 e 60 anos; pesar mais de 55kg; ter tido exame positivo para SARS-CoV-2 por teste de PCR-RT ou teste sorológico e, ter tido a forma leve ou moderada da doença. A candidatura fica liberada após 30 dias sem nenhuma sintomatologia decorrente da doença.

As coletas são feitas por meio de aférese, um procedimento moderno que filtra apenas o plasma do sangue do doador recuperado da doença para ser utilizado no organismo do paciente ainda doente. As equipes de saúde do Hemocentro fazem a coleta de um pouco mais de 550ml de plasma. Depois disso, a bolsa de plasma passa por exames específicos, com a titulação de anticorpos  IgG e PCR-RT, pós Covid-19, que vão habilitar a utilização ou não do material para transfusão.

A ultilização do plasma no tratamento para o novo coronavírus, que já está em nível avançado, alcançou a etapa de coleta nos pacientes recuperados da Covid-19, e está sendo realizadas no Hemopa, em Belém. Para mais informações o voluntário pode ligar para (91) 98404-9612.

A técnica já vem ganhando destaque nos principais serviços de saúde do País e do exterior. O procedimento é uma terapia experimental. A transfusão deve ser direcionada aos pacientes internados, em estado grave da doença, na rede hospitalar do Pará. É no plasma que ficam armazenados os anticorpos que podem ajudar na recuperação de doentes acometidos pela Covid-19.

“Nossa equipe, por meio da Diretoria Técnica e do Núcleo de Ensino Pesquisa da Fundação, trabalhou de forma incessante na elaboração dos protocolos para a utilização da pesquisa na técnica do uso do plasma, que obteve aprovação da Comissão Nacional de Ética e Pesquisa. É mais um tratamento experimental no combate à Covid-19, para ajudar a reduzir os índices negativos”, destacou o presidente da Fundação, Paulo Bezerra. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *