medidas-segurança-pública-pará
Novas viaturas, motocicletas, cavalos e helicópteros já foram entregues pelo governo do Estado para fortalecer o Sistema de Segurança Pública

O governador Simão Jatene lançou, na última sexta-feira, 7, durante cerimônia no Espaço São José Liberto, em Belém, o Plano de Combate à Criminalidade no Pará, que teve como primeira ação a aquisição de veículos e equipamentos para o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social. Ainda durante o evento foram entregues 205 carros, entre modelos hatch, viaturas policiais modelo pálio weekend e pick ups e 443 motocicletas, marca Honda 300cc, para a Polícia Militar do Estado e Departamento de Trânsito do Estado, dos mil que estão previstos no Plano.

O governador também apresentou os projetos de lei que serão enviados à Assembleia Legislativa do Estado e que passarão a direcionar a atuação do Sistema de Segurança. O primeiro regulamenta a atividade de bares e casas noturnas na Região Metropolitana de Belém e o segundo define a atividade policial por resultados, ou seja, os policiais receberão gratificações por desempenho no contra cheque, como, por exemplo, a recompensa pela apreensão de armas durante as ações policiais.

Já o terceiro tem como objetivo promover a integração das Guardas Municipais da Região Metropolitana de Belém. Para isso, já foram firmados convênios com as Guardas Municipais de Belém e Ananindeua, respectivamente nos valores de R$ 1.510.060,00 e R$ 528.585,00, que garantirão a compra de coletes balísticos e veículos, entre outros equipamentos.

CAVALARIA-PARÁ
A cavalaria da Polícia Militar também foi reforçada pelo governo, com a aquisição de novos animais.

O investimento nas condições de trabalho para os servidores da Segurança Pública também está contemplado no Plano e os veículos e equipamentos entregues nesta sexta fazem parte dessa estratégia. Todos as motocicletas entregues, por exemplo, estão equipadas com sinalizadores, sirenes, rastreadores e dois capacetes. A Segup também adquiriu 60 cavalos para o Regimento de Polícia Montada, da Polícia Militar. Dois veículos também foram entregues para o Corpo de Bombeiros.

MAIS AÇÕES

Outra medida adotada pelo governo voltada à valorização da atividade policial e do bombeiro militar é o aumento dos valores do seguro de vida e invalidez destes profissionais. O seguro de morte acidental, por exemplo, passou de R$ 10 mil para R$ 70 mil. E no caso de invalidez permanente, o valor aumentou de R$ 5 mil para R$ 30 mil.

Ainda estão incluídos no pacote de medidas o monitoramento eletrônico dos presos; o fortalecimento das relações familiares, por meio do Pro Paz; controle de casas noturnas; segurança integrada nos bairros e o fortalecimento das guardas municipais de Belém e Ananindeua. “Nós resolvemos montar um conjunto bem largo de medidas contra a criminalidade, para que assim possamos reduzir os índices de violência e mantê-los em patamares mais aceitáveis para toda a sociedade”, informou o governador.

Concurso – Durante o evento, Luiz Fernandes Rocha, secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, destacou o aumento do efetivo policial em todo o Estado. Segundo ele, será lançado em agosto deste ano um novo concurso, com oferta de duas mil vagas para a Polícia Militar.

No início de setembro, os 2.850 policiais aprovados no concurso já realizado serão nomeados e devem começar a atuar nas ruas no próximo ano. “A nossa meta é atender a todos os lugares deste Estado, com o maior número possível de viaturas e policiais. Com o anúncio deste pacote, os municípios que não tinham viaturas passarão a ter, e os que apresentavam falta de policiais serão atendidos com os concursos que estão em andamento”, frisou o secretário.

O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, definiu o pacote de medidas lançado pelo governador como um “momento de grande mudança na capital paraense”. Segundo ele, o esforço feito pelo governo do Estado ao firmar a parceria com as prefeituras de Belém e Ananindeua será fundamental no combate à criminalidade.

A coordenadora do Programa Pro Paz, Izabela Jatene, também participou da cerimônia e apresentou o trabalho desenvolvido pelo Pro Paz em parceria com a Polícia Militar, a comunidade e os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. “Graças ao envolvimento da sociedade, do governo e de todos os poderes, o Pro Paz conseguiu se tornar uma política de Estado”, destacou Izabela Jatene.

Ela anunciou ainda os planos de ampliação do programa, como a implantação de novas UIPPs (Unidades Integradas Pro Paz) nos municípios de Paragominas, Tucuruí, Castanhal, Breves, Parauapebas e Altamira, além da implantação do Núcleo de Atendimento Integrado (NAI), que será inaugurado até o final deste ano.

Em anexo, as ações de combate à criminalidade no Estado do Pará:

 

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

 

Via Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.