Mais de uma tonelada de mapará é apreendida em Goianésia

Nesta segunda-feira (20), mais de uma tonelada de pescado irregular, da espécie mapará, foi apreendida em Goianésia, no sudeste paraense. O trabalho faz parte do Plano Integrado de Fiscalização do Mosaico Lago de Tucuruí, apresentado e aprovado pelo Ministério Público, que tem o objetivo de garantir a preservação do período do defeso no Lago de Tucuruí.

A detenção é resultado de operação integrada pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Secretaria de Meio Ambiente de Tucuruí.

Além do pescado, foram apreendidas ferramentas proibidas para pesca, como malhadeiras (número 5, 6 e 7 – que não são permitidas em reservatórios), armas. Caças como pacas e tatu também foram encontradas na operação. Todo o pescado apreendido foi doado à comunidade carente local.

De acordo com a gerente da Região Administrativa do Mosaico do Lago de Tucuruí do Ideflor-bio, Mariana Bogéa, as ações serão mantidas durante o período do defeso, no período que vai de novembro de 2017 a fevereiro de 2018.

Nos dias 11, 12 e 13 de novembro, seis caminhões, que transportavam madeira ilegal, também foram detidos nas localidades. Já no dia 19 deste mês, mais três foram apreendidos, totalizando nove caminhões com madeira irregular, apenas no mês de novembro.

A secretária de Meio Ambiente de Tucuruí, Gleiciane Félix, acompanhou a operação. “Essas parcerias fortalecem as ações, preservando os recursos naturais, atendendo assim, a recomendação do MPE (Ministério Público do Estado”, concluiu.

Assine o Portal

Receba as últimas notícias de Tailândia e região.

Você pode gostar de ver

Quadrilha fraudou R$ 2,5 milhões em licitações de transporte e merenda escolar em Goianésia do Pará e outros municípios

A operação foi deflagrada nas cidades de Belém, Ananindeua, Marabá, Jacundá, Goianésia do Pará, Breu Branco e Tucuruí.

Secretária de Educação de Goianésia do Pará foi presa pela PF acusada de envolvimento em fraudes

Merivani Martins Lima, Secretaria Municipal de Educação de Goianésia do Pará, sudoeste…