Luciano Albano Fernandes, 52 anos, foi assassinado no fim da noite deste sábado (19), em Anapu, região sudoeste paraense. O fazendeiro foi baleado com dois tiros de arma de fogo quando estava em frente a sua residência, localizada na antiga Serraria da Família Fernandes, na Rodovia BR-230.

Luciano era irmão do também fazendeiro Délio Fernandes, ex-vice-prefeito da cidade, que foi apontado como suspeito de envolvimento na morte da irmã Dorothy Stang, em 2015.

Após ouvir algumas testemunhas, a Polícia Civil de Anapu informou que Luciano estava deitado na residência junto com três irmãos. Por volta de 22h, a vítima se levantou da cama e caminhou até a varanda da casa, onde foi atingido. Ao retornar para dentro da casa, Luciano já estava ferido e sangrando bastante. Ele chegou a ser levado para o Hospital Municipal de Anapu pelos irmãos Cláudio e Silvério, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Os irmãos de Luciano disseram aos policiais que só perceberam o crime, quando a própria vítima disse “me mataram”. Ainda segundo os relatos das testemunhas, Luciano não disse o nome de nenhum suspeito.

Silvério gravou um vídeo logo após o assassinato do irmão, onde relata como tudo ocorreu e faz apelo ao pré-candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro. “Nunca vi uma cena tão horrivel assim. Anapu virou lugar de bandido. Só tem bandido”, disse.

Após perícia no IML, o corpo será velado em Altamira, no prédio do Sindicato Rural de Altamira.

Além da equipe da Delegacia de Anapu, a Superintendência da Polícia Civil na região do Xingu, sediada em Altamira, determinou o enviou a Anapu de uma equipe da Delegacia de Homicídios de Altamira (DHA) para dar suporte às investigações do crime.

(Com informações de Felype Adms e Polícia Civil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *